O longa estreou nos cinemas nacionais em agosto deste ano e foi inspirado nos clássicos trillers de sobrevivência dos anos 70. Sua estreia nas plataformas digitais está prevista para 7 de dezembro lançamentos do Sofá Digital.

O Acampamento é um daqueles suspenses perturbadores que faz com que você fique sempre alerta e não são necessárias exibições de violência para comprovar o quanto violento ele é. O terror psicológico neste caso fala mais alto.

A maneira como o diretor Damien Power conduziu a narrativa foi bem interessante pois no primeiro momento você se depara com dois personagens, um jovem casal: Sam (Harriet Dyer) e Ian (Ian Meadows) e depois uma outra família é agregada à história e faz com que todo o cenário se encaixe. Vale observar os elementos em cena para que isso seja percebido sem muita dificuldade pelo público. Confira mais da crítica do Fila da Pipoca Aqui

Exibido no Festival de Sundance e elogiado pela crítica por onde passou, o filme segue a linha de alguns dos longas australianos de terror, como Wolf Creek: Viagem ao InfernoOs Crimes de Snowtown ePredadores do Amor. “O cinema australiano tem outro talentosíssimo ‘príncipe da escuridão’ surgindo em 2017. O filme de Damien Power (O Acampamento) combina elegância estética – incluindo uma linda fotografia e edição naturalista – com uma premissa aterrorizante executada com verossimilhança hermética”, elogiou o crítico do The Guardian, Luke Buckmaster.

– Produzido sem muitos recursos, O Acampamento não é mais um filme de terror. Trata-se de uma obra original e repleta de surpresas, e um elemento fundamental para chamar a atenção do público: a brutalidade. O longa não poupa seus personagens e seus espectadores, que embarcam numa sucessão de cenas nervosas – elogia Lucas Salgado, do Adorocinema.

Para o diretor, o filme é uma história sobre violência e sobre seus efeitos nas vítimas, nos autores e nos espectadores. “É sobre como a violência desumaniza suas vítimas roubando-lhes suas escolhas”, conclui.

Autor Sil Ramalho

Adoro filmes. Não ligo para o gênero, desde que ele seja um bom entretenimento. Foi pensando nisso que resolvi abrir um site e escrever sobre o que acontece neste universo mágico. Aqui no Fila da Pipoca vou falar de tudo um pouco: curiosidades do cinema, alguns posts bem humorados, bastidores, celebridades, enfim...tudo como se fosse uma conversa. Só vai faltar o café, pão de queijo, refrigerante, o que você quiser para sentirmos que estamos juntos, sentados em lugar bem agradável falando sobre o que mais gostamos: Cinema!

Mais postagens de Sil Ramalho

Concorda? Discorda? Deixe seu comentário!