A Mostra que começou dia 30 de novembro vai até o dia 13 de dezembro no Caixa Belas Artes com exibições de documentários e promovendo debates e masterclass sobre o trabalho dos irmãos Albert e David Maysles.

Os filmes mais conhecidos da dupla são: Gimme Shelter (sobre o lendário show dos Rolling Stones), What’s Happening! The Beatles in the Usa ​ (sobre a turne dos Beatles nos EUA), Grey Gardens e O Caixeiro Viajante.

Confira no final da matéria os horários e sessões.

Irmãos Maysles – A Disciplina do Olhar exibirá 30 filmes, entre curtas, médias e longas, e promoverá debate e masterclass de 30 de novembro a 13 de dezembro na Caixa Belas Artes, em São Paulo. A mostra tem o patrocínio da CAIXA e do Governo Federal.

Pioneiros do Cinema Direto, nas décadas de 60 e 70, Albert e David Maysles surgiram como uma revolução estilística no gênero. Apoiados principalmente nas novas técnicas disponíveis, eles propunham uma captação da realidade no seu estado mais puro, aproveitando do uso de uma câmera móvel no ombro e do som direto. O objetivo era retratar o mundo real como se a câmera não estivesse presente, criando uma liberdade para filmar que, até então, não se tinha.

A partir desse método de fazer cinema, os irmãos Maysles realizaram mais de 40 documentários, alguns deles de grande sucesso, como o Grey Gardens (1975), que retrata a vida das irmãs Beale, parentes de Jacqueline Kennedy, Caixeiro-Viajante (1968), que conta a história de um grupo que tenta vender bíblias caras a católicos de baixa renda, e Gimme Shelter (1970), sobre a turnê norte-americana do Rolling Stones em 1969, este com uma exibição especial em 35mm no dia 2/12.

Além da exibição de filmes, a mostra discutirá o pensamento do Cinema Direto e suas implicações nas produções contemporâneas. O dramaturgo e escritor Jonathan B. Vogels dará a masterclass sobre a filmografia dos irmãos Maysles. Autor do livro The Direct Cinema of David and Albert Maysles, a maior publicação inteiramente dedicada à obra dos cineastas nos EUA, Vogels discutirá a trajetória da dupla e o Cinema Direto.

O documentarista João Moreira Salles se junta à doutora em Cinema Patrícia Mourão no debate “Nem moscas nem paredes: empatia e dramaticidade no cinema dos Irmãos Maysles” para discutir o Cinema Direto, com foco na obra dos cineastas, e seus desdobramentos.

A mostra tem curadoria de Angelo Defanti, Felippe Mussel e Nina Kopko, realização da Boulevard Filmes com apoio do Maysles Films, instituto que preserva a filmografia dos irmãos Maysles.

Confira mais informações no site da Mostra clicando Aqui ou p elo telefone do Caixa Belas Artes 2894-5781

6/12, quarta-feira

16h: Horowitz Plays Mozart (1987), 50′ + Ozawa (1985), 56′
18h30: Accent on the Offbeat (1994), 56′ + Sally Gross – The Pleasure of Stillness (2007), 52′

7/12, quinta-feira

16h: Running Fence (1978), 57′ + Islands (1986), 56′
18h30: Umbrellas (1994), 81′

8/12, sexta-feira

16h: Vladimir Horowitz: The Last Romantic (1985), 88′
18h30: Soldiers of Music: Rostropovich Returns to Russia (1991), 88′

9/12, sábado

16h: Sessão de Curtas: Psychiatry in Russia (1955), 13′ +  Safari Ya Gari (1961), 10′ + Anastasia (1962), 8′ + Orson Welles in Spain (1963), 10’ + IBM: A Self Portrait (1964), 35′ + Cut Piece (1966), 8′ + Meet Marlon Brando (1966), 27′ + Russian Close-Up (1957), 33′
18h50: Grey Gardens (1976), 94′
23h30: What’s Happening! The Beatles in the Usa (1964), 70′

10/12, domingo

16hChristo’s Valley Curtain (1974), 28′  + Christo In Paris (1990), 58′
18h30: Muhammad and Larry (1980), 27′ + Showman (1963), 53’

11/12, segunda-feira

16h: Accent on the Offbeat (1994), 56′ + Sally Gross – The Pleasure of Stillness (2007), 52’
18h30: The Beales Of Grey Gardens (2006), 90′

12/12, terça-feira

16h: Caixeiro-viajante (1969), 90′
18h30: Debate Nem moscas nem paredes: empatia e dramaticidade no cinema dos Irmãos Mayslescom João Moreira Salles e Patrícia Mourão, e  mediação de Felippe Mussel.

13/12, quarta-feira

16h: With love from Truman (1966), 29′ + Jessye Norman Sings Carmen (1989), 57′
18h30: Gimme Shelter (1970), 91′

Autor Sil Ramalho

Adoro filmes. Não ligo para o gênero, desde que ele seja um bom entretenimento. Foi pensando nisso que resolvi abrir um site e escrever sobre o que acontece neste universo mágico. Aqui no Fila da Pipoca vou falar de tudo um pouco: curiosidades do cinema, alguns posts bem humorados, bastidores, celebridades, enfim...tudo como se fosse uma conversa. Só vai faltar o café, pão de queijo, refrigerante, o que você quiser para sentirmos que estamos juntos, sentados em lugar bem agradável falando sobre o que mais gostamos: Cinema!

Mais postagens de Sil Ramalho

Concorda? Discorda? Deixe seu comentário!