Ambientado na zona rural da Inglaterra do século XIX, uma jovem é vendida à um homem de meia-idade. Tendo que manter um casamento de aparências, ela um dia sente uma enorme atração por um trabalhador de sua propriedade e para manter esse desejo incontrolável ela fará qualquer coisa. Duração: 1h 29m

Nossa avaliação:

Enredo
Elenco
História
Trilha sonora
Desenvolvimento
Direção
Cenário
Média

O longa foi livremente baseado no conto do século 19, Lady MacBeth of Mtsensk District, de Nikolai Leskov.

Lady MacBeth é um trágico retrato de uma linda, determinada e impiedosa jovem conquistando sua independência em um mundo dominado pelos homens.

No primeiro momento o longa me lembrou um filme com Dakota Fanning, Effie Gray, também de época. A história verídica de uma jovem que se casa com um homem mais velho e o mesmo se recusa a consumar o casamento. A jovem vive momentos de abandono tanto dele quanto de sua cruel família. Ela acaba se apaixonando por um jovem e se torna a primeira mulher a pedir o divórcio.

Mas Lady MacBeth, do diretor William Oldroyd, nada tem a ver com Effie Gray a não ser a primeira cena que deixa as duas personagens em um cenário de total abandono.

Até dá para entender os motivos de revolta da jovem Katherine MacBeth, mas nada justifica as maldades e nem louva seu objetivo. A jovem é cruel e não vai deixar que coisa alguma ou ninguém entre em seu caminho.

Comparando também com Lady MacBeth de Shakespeare, ambas as jovens são determinadas, impiedosas e sem nenhum escrúpulo, mas a diferença é que a de Oldroyd é impulsionada pela paixão, pela atração física enquanto que a de Shakespeare é levada pela ambição.

A bela atriz Florence Pugh interpreta brilhantemente o papel de Katherine MacBeth deixando o público estarrecido com a frieza e coragem de seus atos.

Lady MacBeth tem estreia prevista para 10 de agosto com distribuição da California Filmes.

Avaliação dos leitores:

Assistiu o filme? Concorda com a crítica? Deixe sua nota, logo abaixo:

[Total: 0    Média: 0/5]

Autor Sil Ramalho

Adoro filmes. Não ligo para o gênero, desde que ele seja um bom entretenimento. Foi pensando nisso que resolvi abrir um site e escrever sobre o que acontece neste universo mágico. Aqui no Fila da Pipoca vou falar de tudo um pouco: curiosidades do cinema, alguns posts bem humorados, bastidores, celebridades, enfim...tudo como se fosse uma conversa. Só vai faltar o café, pão de queijo, refrigerante, o que você quiser para sentirmos que estamos juntos, sentados em lugar bem agradável falando sobre o que mais gostamos: Cinema!

Mais postagens de Sil Ramalho

Concorda? Discorda? Deixe seu comentário!